homicídios

Atlas da Violência 2018

Neste Atlas da Violência 2018, produzido pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), construímos e analisamos inúmeros indicadores para melhor compreender o processo de acentuada violência no país. Os números de óbitos são contabilizados a partir da Classificação Internacional de Doenças (CID-10) como eventos que envolvem agressões e óbitos provocados por intervenção legal …

Criação da base de indicadores de investigação de homicídios no Brasil

O esclarecimento dos crimes de homicídios é uma das principais preocupações das polícias. Entretanto, definir o que é um homicídio esclarecido é uma tarefa difícil, pois as organizações policiais podem utilizar diferentes critérios para estabelecer se um crime foi esclarecido ou não. Esta nota técnica fornece subsídios para a criação de uma Base de Indicadores de …

Vitimização fatal de crianças no espaço público em decorrência da violência interpessoal comunitária: um diagnóstico da magnitude e contextos de vulnerabilidade na América Latina

Desde a década de 1990 a América Latina é reconhecida como uma das áreas mais violentas do mundo. A violência, na região, é endêmica e as taxas de mortalidade por homicídio são extremamente elevadas. A vitimização de crianças não é exceção. O objetivo deste texto é sistematizar informações existentes sobre a vitimização fatal de crianças …

Estudo técnico acerca das correlações entre os dados de ocorrências criminais e os do SIM/Datasus

Estudo técnico acerca das correlações entre os dados de ocorrências criminais e os do SIM/Datasus. Este relatório é referente à meta 05 do projeto “Pesquisa e análise de dados vinculados ao campo da segurança pública e sistema penitenciário, Termo de parceria N° 817052/2015”. Clique na tag “Termo de parceria MJ 2015” para ver todos os relatórios dessa pesquisa.

Estudo técnico para atualização de quadro de equivalência (de – para) das mortes violentas dos sistemas estaduais de registro de ocorrências criminais

Estudo técnico para atualização de quadro de equivalência (de – para) das mortes violentas dos sistemas estaduais de registro de ocorrências criminais. Relatório referente à meta 03, etapa 03 do projeto “Pesquisa e análise de dados vinculados ao campo da segurança pública e sistema penitenciário, Termo de parceria N° 817052/2015”. Clique na tag “Termo de parceria MJ 2015” para ver todos os relatórios dessa pesquisa.

Estudo técnico mostrando as diferenças entre as categorias de dados de ocorrências criminais e do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM/Datasus) e a empregabilidade de cada uma de acordo com aspectos contextuais.

Estudo técnico mostrando as diferenças entre as categorias de dados de ocorrências criminais e do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM/Datasus) e a empregabilidade de cada uma de acordo com aspectos contextuais. Esse relatório é referente à meta 03, etapa 02 do projeto “Pesquisa e análise de dados vinculados ao campo da segurança pública e sistema penitenciário, Termo de parceria N° 817052/2015”. Clique na tag “Termo de parceria MJ 2015” para ver todos os relatórios dessa pesquisa.

Fortalecimento do Diálogo e Disseminação de Conhecimento em Segurança Cidadã: Proposta de equivalência dos Indicadores de Morte Violenta Intencional nos Sistemas da Segurança e Saúde

O presente relatório é o produto final de uma série de estudos e atividades, realizados em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento. Trata-se de uma proposta de equivalência dos Indicadores de Morte Violenta Intencional nos Sistemas da Segurança (SINESP) e da Saúde.

Atlas da Violência 2017

A publicação analisa o fenômeno dos homicídios por regiões, unidades federativas e municípios e também por grupos demográficos de interesse como jovens, negros e mulheres. Também são abordados os dados da letalidade policial e a relação das armas de fogo com homicídios nos estados e a qualidade dos dados do sistema de informações da saúde com auxílio dos dados de mortes violentas por causa indeterminada. O estudo foi feito a partir da consolidação dos dados de mortalidade SIM/Datasus referentes a 2015, disponibilizados em maio de 2017 com apoio de informações do Anuário Brasileiro de Segurança Pública.